Existem muitas profissões, cada uma contribuindo com seu potencial de tornar o mundo um lugar melhor para se viver. Mas quase todas profissões da atualidade têm uma característica em comum: o uso cada vez mais intenso de tecnologia.

A tecnologia sempre esteve na vanguarda de quase todas as profissões conhecidas pelo homem. Desde o início do mundo, a humanidade evoluiu de lanças e espadas nas mãos, para canetas digitais e dispositivos móveis. Essa evolução da tecnologia ajudou a raça humana a progredir a uma taxa exponencial.

Hoje, o mundo continua a explorar novas maneiras de melhorar a vida das pessoas, oferecendo oportunidades inovadoras para obter o conhecimento deste mundo, de seus horizontes e além. Consequentemente, novas profissões emergem continuamente, que gerenciam e operam o desenvolvimento existente da sociedade.

Entre algumas dessas profissões emergentes desta época, é cada vez maior a necessidade de pessoas que podem fazer uso de grandes quantidades de dados gerados todos os dias. Espera-se que essas pessoas coletem, analisem e interpretem conjuntos de dados, pouco a pouco, para revelar padrões significativos neles.

Profissões ligadas à análise de dados estão entre as que mais crescem em todo mundo.

Big Data” é a enorme quantidade de dados estruturados ou não estruturados que inundam uma empresa diariamente e, portanto, não podem ser processados pelas técnicas tradicionais de processamento de dados.

Interpretar essas enormes quantidades de dados não é brincadeira de criança e, portanto, requer um profissional sério que possa processar e interpretar os dados. Ele / ela pode, então, fornecer soluções viáveis para as empresas implementarem, descobrindo tendências e insights significativos.

Duas profissões importantes que lidam com Big Data, são frequentemente definidas de maneira vaga e às vezes usadas de forma intercambiável entre si, minando claramente a distinção entre elas. Essas duas profissões são de “Analista de Dados” e de “Cientista de Dados”. Ambas as profissões exigem um conjunto diferente de habilidades. Aqui estão algumas das distinções entre as duas ocupações em termos do que elas fazem e onde são necessárias. 

Quem São Eles e o Que Eles Fazem?

Há uma diferença significativa entre o conjunto de habilidades que as profissões precisam e a quantidade de conhecimento nas áreas de comunicação, estatística, negócios e matemática.

Analistas de Dados

Os Analistas de Dados examinam uma grande quantidade de dados e extraem insights e padrões deles. Eles são responsáveis pela coleta, organização e obtenção de resumos estatísticos. Essas explicações são fornecidas através de visualizações e relatórios, para que as empresas possam tomar decisões estratégicas com eles.

Cientistas de Dados

Um Cientista de Dados, diferentemente do Analista de Dados, pode fazer previsões que ajudam as empresas a tomar decisões precisas. Eles podem executar quase todas as tarefas que um Analista de Dados pode fazer, pois também são proficientes em habilidades matemáticas, estatísticas e de programação. Eles são eficientes na escolha e resolução dos problemas certos que podem ajudar uma empresa a se destacar.

Quais Habilidades São Necessárias?

Existem inúmeras semelhanças nas habilidades necessárias entre Cientistas e Analistas de Dados em termos da experiência que eles oferecem; no entanto, existem algumas características principais que dão aos Cientistas de Dados uma visão mais ampla, uma vez que devem ter conhecimento e compreensão das áreas de negócios nas quais estarão trabalhando.

Analistas de Dados

Eles precisam de um entendimento básico de programação, matemática, estatística e é preferível que tenham excelentes habilidades de comunicação e considerável conhecimento de ciência da computação. Linguagens R e Python são amplamente usadas em análise de dados e fornecem um arsenal de ferramentas para coleta, limpeza, transformação, processamento e interpretação dos dados.

Os Analistas de Dados devem possuir sólido conhecimento em Linguagem SQL e, com expressões comuns, podem dissecar facilmente os dados e criar significado a partir deles. Além disso, eles precisam ajudar as organizações a tomar decisões, fazendo sentido dos padrões e tendências encontrados nos conjuntos de dados.

Além das habilidades de armazenamento e recuperação de dados, espera-se que eles tenham proficiência em Analytics baseado no Hadoop, como HBase, Hive, Impala, Spark e Big Query. Além disso, eles precisam estar familiarizados com várias ferramentas de ETL para transformar dados de diferentes origens em Analytics Data Stores.

Cientistas de Dados

Um Cientista de Dados possui todas as habilidades de um Analistas de Dados, com profundo conhecimento de modelagem, estatística, matemática e ciência da computação. Com sólidas habilidades em matemática, estatística e mineração de dados, os Cientista de Dados são especialistas em modelagem preditiva e aprendizado de máquina. Portanto, eles podem criar modelos preditivos complexos que podem fornecer recomendações válidas com base em dados históricos.

O fator de diferenciação, no entanto, é a perspicácia comercial robusta que os diferencia dos analistas. É necessário que um Cientista de Dados possa transmitir as descobertas na forma de uma história para os profissionais de TI e os gerentes de negócios, para que possam correr riscos calculados e tomar decisões viáveis com base nas informações fornecidas pelo Cientista de Dados. 

Qual o Mercado de Atuação?

Hoje, os Analistas de Dados estão em alta demanda no setor de saúde, viagens, finanças e TI. Eles também estão envolvidos ativamente no processamento de dados e análise de dados em todos os tipos de negócios. Mas suas habilidades podem ser usadas por qualquer empresa interessada em analisar dados.

Os Cientista de Dados, por outro lado, estão em alta demanda em empresas de comércio eletrônico, otimização de mecanismo de busca (SEO), serviços financeiros e na área de saúde. Além disso, as empresas precisam prever as tendências futuras do setor a partir dos dados existentes e tomar decisões lógicas com base nessas tendências futuras. Mas uma vez, suas habilidades podem ser usadas por qualquer empresa interessada em analisar dados e prever tendências a partir dos dados.

Eles São Bem Remunerados?

Para cada profissão, o salário é uma grande preocupação para o interesse de alguém em seguir uma carreira. Sem dúvida, os salários oferecidos aos Analistas e Cientistas de dados são competitivos no setor de dados; no entanto, os Cientistas de Dados ganham mais do que os Analistas de Dados devido ao nível de experiência e conhecimento que oferecem em seu campo.

Segundo o Indeed.com, o salário médio anual para Analistas de Dados nos Estados Unidos soma US $ 65.245 por ano, e o salário dos Cientistas de Dados é de US $ 120.655 por ano. No Brasil, um Cientista de Dados Sênior tem salário acima de 20 mil reais.

Essa diferença se deve à base de conhecimento e à experiência exigidos por ambas as profissões.

Conclusão

Independentemente das diferenças e semelhanças, essas duas profissões desempenham um papel fundamental e há muito espaço para crescimento profissional com um amplo mercado de atuação. O volume de dados gerados continuará aumentando e cada vez mais as empresas perceberão a importância de desenvolver uma cultura data-driven, onde a análise de dados está no centro das estratégias corporativas.

Um estudo realizado em 2018 pela PWC previu que: “Haverá 2,7 milhões de vagas de emprego para Analistas de Dados e funções de Ciência de Dados até 2020”.

O estudo ainda elabora que o candidato ideal deve ter a carreira em forma de T, o que significa que, além de possuir habilidades analíticas e técnicas, ele / ela também deve possuir “habilidades pessoais”, como excelente comunicação, trabalho em equipe e criatividade. Portanto, é aconselhável que os candidatos em potencial desenvolvam fortes habilidades analíticas, técnicas e comportamentais para provar seu valor às empresas que procuram desesperadamente por manipuladores de dados para sua empresa.

2020 já chegou e a previsão da PWC está se concretizando! E você, como está planejando sua carreira profissional?

Aqui na DSA compreendemos bem as diferenças entre as duas funções e por isso ao desenvolver o programa de capacitação Formação Cientista de Dados (pioneiro no Brasil), formamos o aluno para as duas funções. Nos 3 primeiros cursos da Formação o aluno adquire o conhecimento que é comum às duas funções, Analista e Cientista de Dados, e nos outros 3 cursos o aluno desenvolve as habilidades que são esperadas em Cientistas de Dados. A Formação conta ainda com cursos extras e entre eles um curso de desenvolvimento de habilidades comportamentais e comunicação. O que está esperando? Clique no link abaixo e comece agora mesmo. O curso é online e em português, com certificado de conclusão.

Formação Cientista de Dados 2.0

Equipe DSA

Referências:

Clientes Data Science Academy

Is a data analyst a data scientist?

Data Analytics vs. Data Science

Data Analysts vs Data Scientists