O ambiente digital em constante evolução, pautado por avanços tecnológicos e pela explosão de dados, impulsionou a necessidade de profissionais especializados na estruturação, organização e análise de dados.

Um dos papéis que ganhou destaque nesse cenário é o do Arquiteto de Dados. Este profissional tornou-se fundamental para empresas que buscam maximizar o valor de seus dados e garantir a competitividade no mercado.

Mas com a evolução das Plataformas de Dados e Modern Data Stack, quais são os principais desafios para esse profissional? É o que vamos discutir agora neste artigo.

Boa leitura.

O Papel do Arquiteto de Dados

O Arquiteto de Dados é responsável por planejar, criar, manter e otimizar as arquiteturas de dados. Este profissional deve entender as necessidades de negócio, traduzindo-as em soluções de dados que possibilitem a análise eficaz, a tomada de decisões informadas e a inovação.

A expertise do Arquiteto de Dados é fundamental para garantir a integridade, segurança, escalabilidade e performance dos dados.

Arquitetura de Dados: O Coração do Negócio Moderno

A arquitetura de dados atua como a espinha dorsal das operações e estratégias de uma empresa. No cenário atual, dados mal gerenciados ou mal estruturados podem levar a decisões equivocadas, resultando em prejuízos e perda de oportunidades.

Por outro lado, uma arquitetura de dados bem planejada e implementada permite:

  • Tomada de decisão aprimorada: Com acesso a dados precisos e relevantes, os gestores podem tomar decisões mais informadas.
  • Melhorias operacionais: A análise de dados ajuda a identificar gargalos, otimizar processos e impulsionar a eficiência.
  • Inovação: A partir dos insights obtidos dos dados, as empresas podem desenvolver novos produtos, serviços ou modelos de negócios.

Logo, a arquitetura de dados de uma empresa é o ponto focal para garantir que os dados estejam disponíveis, com segurança e confiabilidade.

Plataformas de Dados na Nuvem

O avanço das soluções de cloud computing transformou a maneira como as empresas armazenam e processam seus dados. Plataformas de dados na nuvem como AWS, Google Cloud, Azure, Databricks e Snowflake, oferecem escalabilidade, flexibilidade e segurança, permitindo que as empresas adaptem-se rapidamente às mudanças de demanda e reduzam custos com infraestrutura física.

Plataformas de dados na nuvem são serviços e infraestruturas hospedados em data centers remotos que permitem às empresas armazenar, processar e analisar grandes volumes de dados sem a necessidade de investir em hardware físico próprio. Estas plataformas são oferecidas como um serviço, normalmente sob um modelo de pagamento pelo uso, o que as torna acessíveis e escaláveis de acordo com as necessidades do negócio. Principais características das plataformas de dados:

  • Escalabilidade: A capacidade de escalar recursos (como armazenamento e poder de processamento) para cima ou para baixo, conforme a demanda.
  • Pay-as-you-go: Um modelo de preços onde as empresas pagam apenas pelos recursos que usam.
  • Gerenciamento simplificado: A manutenção, atualização e segurança da infraestrutura são, em grande parte, tratadas pelo provedor da nuvem.
  • Integração com ferramentas modernas: Muitas plataformas oferecem integração nativa com ferramentas de análise, ETL, machine learning, entre outras.

O Arquiteto de Dados desempenha um papel vital na migração e gestão desses ambientes na nuvem, garantindo que os recursos sejam utilizados de forma eficiente e que os dados estejam sempre acessíveis e seguros.

Modern Data Stack: Integrando Ferramentas e Tecnologias

A pilha de dados moderna (ou “modern data stack”) refere-se à combinação de ferramentas e tecnologias utilizadas para coletar, processar, armazenar e analisar dados. Isso pode incluir sistemas de armazenamento de dados, soluções ETL (Extract, Transform, Load), ferramentas de análise e visualização, entre outros.

À medida que o volume, a velocidade e a variedade de dados crescem (o tal Big Data), as soluções tradicionais muitas vezes não conseguem atender às necessidades do cenário atual, tornando-se imperativo o uso de uma pilha de ferramentas mais avançadas e integradas. Aqui estão os componentes-chave da Modern Data Stack:

  • Fontes de Dados: Incluem desde bancos de dados tradicionais até plataformas de e-commerce, redes sociais, sensores IoT e outras fontes que geram dados em tempo real.
  • Soluções ETL/ELT: As ferramentas ETL (Extract, Transform, Load) e ELT (Extract, Load, Transform) são responsáveis por extrair dados de diversas fontes, transformá-los (quando necessário) e carregá-los em um armazenamento centralizado. Ferramentas populares incluem Apache Spark, Airbyte, Talend, Fivetran e Stitch.
  • Armazenamento de Dados: Data warehouses modernos, como Snowflake, BigQuery e Redshift, permitem armazenar grandes volumes de dados e realizar consultas analíticas de forma eficiente, bem como o uso de Data Lakehouses (soluções oferecidas por Databricks e Dremio, por exemplo) se torna cada vez mais comum.
  • Ferramentas de Análise e Visualização: Softwares como Tableau, Looker, Apache Superset e Power BI permitem que os usuários criem visualizações e dashboards, facilitando a interpretação e a tomada de decisões a partir dos dados.
  • Gestão e Governança de Dados: Ferramentas de gestão de dados garantem qualidade, integridade, e segurança. Isso envolve tecnologias para catalogação, linhagem de dados e gerenciamento de metadados.
  • Orquestração dos Fluxos de Dados: Cada item anterior pode ser um único fluxo de dados, um workflow que executa uma série de tarefas. Ferramentas, como o Apache Airflow, podem ser usadas para orquestração de diversos fluxos de dados, ao mesmo tempo que oferecem monitoramento.

O Arquiteto de Dados, neste contexto, tem a tarefa de integrar essas ferramentas, garantindo que funcionem harmoniosamente e que os dados fluam eficientemente por toda a pilha.

Conclusão

No mundo digital de hoje, onde os dados são um ativo valioso, o Arquiteto de Dados é essencial. Este perfil profissional assegura que as empresas não apenas armazenem e processem dados, mas que o façam de forma estratégica, aproveitando ao máximo seu potencial.

Ao abraçar a arquitetura de dados, as plataformas de dados na nuvem e a pilha de dados moderna, as empresas estão mais bem preparadas para enfrentar os desafios do presente e do futuro.

Pensando em tudo isso e com a missão de capacitar os melhores profissionais de dados do mercado brasileiro, a DSA está trazendo a Nova Formação Arquiteto de Dados 4.0. Fique atento ao lançamento em nosso portal: www.datascienceacademy.com.br

Equipe DSA