Você fez tudo o que podia para marcar aquela entrevista. Você pesquisou no web site da empresa e absorveu seus feeds de mídia social. Você chegou 15 minutos mais cedo para a entrevista (a quantidade perfeita de tempo, de acordo com especialistas). Em resposta à temida pergunta sobre suas fraquezas, você destacou suas melhores marcas humildemente: “Sou perfeccionista!”, “Sou viciado em trabalho!”. Você demonstrou conhecimento técnico e que era um forte candidato à vaga. E quase no fim da entrevista o recrutador fez a você a pergunta mais importante de todas:

“Você tem alguma pergunta para mim?”

Não se engane: esta é a pergunta mais importante. Mas qual é a melhor maneira de responder?

Muitos respondem a esta pergunta questionando sobre plano de saúde, salário, benefícios ou férias. Provavelmente serão descartados, pois se essas são as maiores preocupações do candidato, provavelmente deixarão a empresa na primeira oferta que receberem.

Qian Liu, diretora de dados da Guideline Technologies, estima que entrevistou quase 1.000 pessoas, entre seu emprego atual e as funções anteriores. Uma bandeira vermelha imediata para ela são os candidatos que fazem perguntas que devem saber (ou podem pesquisar no Google) as respostas.

“Quando eles fazem uma pergunta à qual podem obter uma resposta fácil, como nossos benefícios ou política de férias – que estavam no anúncio de emprego -, sinto que eles não leram a descrição para a vaga”, disse ela.

O convite para fazer perguntas é um ótimo momento para demonstrar que você sabe trabalhar em equipe e que está interessado na dinâmica da empresa, diz Liu. “Raramente me perguntam sobre a relação de trabalho entre a equipe que está contratando e outras equipes da empresa”, disse ela. Com tanto trabalho técnico sendo multifuncional, ela fica surpresa com isso, o que a faz pensar: eles não querem entender como eles se encaixam nesse quebra-cabeça?

Não há problema em fazer perguntas desafiadoras (mas não desagradáveis).

Na empresa DoorDash, Goldberger diz que aprecia perguntas que mostram que os candidatos fizeram o dever de casa. Uma maneira impressionante de fazer isso é perguntar sobre a experiência de trabalho anterior do entrevistador – do que eles gostam em trabalhar nessa empresa versus a empresa X? Geralmente, é fácil encontrar informações de empregos anteriores no LinkedIn. Um pouco de pesquisa sobre o entrevistador também pode ajudá-lo a encontrar um terreno comum – programas de MBA ou trabalho filantrópico, por exemplo – para construir uma conexão.

Também é bom fazer perguntas desafiadoras (mas não desagradáveis). Você está entrevistando a empresa, assim como está sendo entrevistado. Liu respeita as pessoas que perguntam sobre a liderança feminina na empresa. “As mulheres que perguntam isso estão tentando descobrir se teriam uma maneira de obter sucesso nesse ambiente”, disse ela. “Se não houver líderes femininas, você perde a sensação de possibilidade de obter sucesso.” (Ela observou que nenhum candidato masculino jamais fez essa pergunta a ela).

“Adoro quando as pessoas me fazem perguntas sobre diversidade e inclusão e o que estamos fazendo a respeito”, disse Whitnie Low Narcisse, vice-presidente de talentos da empresa de risco First Round Capital. “Como empresa de capital de risco, sentamos no topo da cadeia alimentar e acho que temos o maior potencial de impacto e mudança. Se juntarmos pessoas que se importam com isso, podemos fazer coisas para afetar a mudança, e isso transforma o mundo.”

Mas, na verdade, a melhor forma de responder à pergunta é questionar algo que realmente seja do seu interesse. Você passará um terço da sua vida no trabalho. Garantir que seja o melhor lugar para você deve ser sua prioridade. Portanto, antes de chegar à parte “Alguma pergunta para mim?”, Pergunte a si mesmo: O que eu realmente preciso saber para tomar minha decisão?

“Você tem alguma pergunta para mim?”

Aqui estão 8 dicas de respostas para a pergunta acima:

1. Como são as responsabilidades diárias da função?

A escritora Annie Dillard disse: “Como passamos nossos dias, é claro, como passamos nossas vidas”. O sucesso e a felicidade em um trabalho se resumem ao contentamento com o âmago da questão do dia a dia.

2. Quais são os valores da empresa? Quais características você procura nos funcionários para representar esses valores?

Vá fundo para obter mais informações sobre a cultura da empresa. Você terá uma ideia do que é mais importante para a empresa como um todo e o que ela valoriza nas pessoas que trabalham lá.

3. Qual é a sua parte favorita sobre trabalhar na empresa?

É importante entender as opiniões do entrevistador sobre como trabalhar lá. Se o entusiasmo flui facilmente, é um ótimo sinal. Se não, vale a pena ligar o sinal de alerta.

4. Como é o sucesso nesta posição e como você o mede?

É crucial ter um entendimento profundo de como uma empresa mede o sucesso. Quais são os principais indicadores de desempenho (KPIs) para a função? Como e com que frequência são medidos?

5. Existem oportunidades para desenvolvimento profissional? Em caso afirmativo, como são esses itens?

Ao fazer essa pergunta, você procura saber se há oportunidades de crescimento e se a empresa possui um programa de aprendizado e desenvolvimento. A estagnação é uma grande bandeira vermelha, então esteja alerta!

6. Com quem estarei trabalhando mais de perto?

Esta pergunta o ajudará a entender melhor a dinâmica de quem serão seus colaboradores. Anote nomes, peça títulos. É importante avaliar como a função é multifuncional.

7. Qual é o aspecto mais desafiador deste trabalho?

Conhecer o que é bom é tão importante quanto conhecer o que não é tão bom. Você quer entender a escala dos problemas com os quais estará lidando.

8. Existe alguma coisa no meu currículo que o faça questionar se eu sou um bom candidato para essa vaga?

Esta pergunta mostra que você está comprometido em entender seus clientes em potencial como candidato. Além disso, também permitirá que você tenha a oportunidade de responder a quaisquer preocupações do recrutador.

O interessante é que ao seguir as dicas acima, você vai pegar o recrutador de surpresa, pois ele(a) em geral está acostumado(a) sempre aquelas mesmas perguntas sobre férias, benefícios e horário de almoço. Deixe sua marca! Siga as dicas acima, diferencie-se da multidão e conquiste a posição dos seus sonhos!

Referências:

Always ask these 8 questions in a job interview

The Most Important Question in a Job Interview, and How to Answer It


E você, está cuidando da sua capacitação profissional? Clique no link abaixo e comece adquirir uma nova habilidade hoje ainda em áreas que estão demandando cada vez mais profissionais, como Data Science, Inteligência Artificial, Blockchain e RPA:

Catálogo de Cursos da DSA