Você que vem acompanhando nossa série de artigos sobre RPA sabe que a Automação Robótica de Processos (RPA) tem potencial para promover nos escritórios o mesmo que aconteceu na indústria automobilística nas décadas de 80 e 90: robotização. Tudo que puder ser automatizado, será! E embora alguns postos de trabalho provavelmente sejam perdidos,  RPA permitirá  que profissionais qualificados fiquem livres de tarefas manuais, que serão entregues aos robôs (criados via software), e então se dediquem a outras atividades de maior valor.

Mas não é só isso. RPA também está criando novas profissões e funções, uma vez que a implementação e customização de RPA requer profissionais que saibam trabalhar com as ferramentas de automação, compreendam os processos e necessidades dos clientes e desenvolvam e mantenham os robôs  de automação. Neste artigo vamos listar para você 5 Profissões em Automação Robótica de Processos (RPA).

 

A Tecnologia Ainda Precisa de Pessoas

Sem dúvida, RPA é uma tecnologia libertadora. RPA permite que as empresas automatizem processos manuais existentes ou criem novos processos compostos que os usuários tradicionalmente empregavam esforço manual ou repetitivo, ou que requeriam conhecimento específico de domínio não disponível ou inacessível. RPA é verdadeiramente um passo em frente. No entanto, apesar da capacidade de RPA em promover uma nova era digital dentro das empresas, não é de modo algum magia e para que projetos RPA sejam bem-sucedidos ainda exigem que as pessoas certas, nos lugares certos, façam as coisas certas. Quem são essas pessoas e o que elas devem fazer para apoiar um projeto RPA de sucesso? Continue a leitura deste artigo para descobrir.

 

1. Process Designer (também chamado de RPA Business Analyst)

O Process Designer é geralmente um usuário de negócios que entende o processo existente, as regras de negócio e uma visão do processo desejado. É importante que o Process Designer trabalhe de perto com todos os que executam o processo atual para capturar com precisão as nuances do processo. Compreender e incorporar essas nuances pode ser a chave para sucesso ou fracasso de um projeto. Sabendo e compreendendo que o usuário 1 faz algo de uma maneira, enquanto o usuário 2 faz isso de outra maneira é crítico. Por fim, o Process Designer precisa aprender e entender essas nuances e depois institucionalizá-las ou consolidá-las.

O Process Designer é o guardião da especificação para o projeto RPA e deve ser responsável pelo loop do feedback da especificação e pelas alterações feitas durante a fase de desenvolvimento e teste. Os bons produtos RPA devem ajudar a facilitar esse ciclo de feedback.

Os Analistas de Negócios (Business Analysts) tradicionais sempre fizeram seu trabalho usando o conhecimento de áreas de negócios, juntamente com suas habilidades de análise de dados. Recomendamos que os Analistas de Negócios observem  que o mercado está em transformação e realizem treinamentos sobre tecnologias de Inteligência Artificial e Aprendizado de Máquina (Machine Learning) e o que essas tecnologias podem fazer pelas operações de uma empresa. Isso permitirá que se adaptem rapidamente às infinitas aplicações das tecnologias de Inteligência Artificial e eventualmente RPA.

 

2. RPA Developer

O RPA Developer é a pessoa que realmente constrói a automação usando o conjunto de ferramentas RPA. Dependendo do ferramental usado, essa função pode ou não exigir experiência em nível de desenvolvedor. Embora muitos fornecedores de soluções RPA gostem de afirmar que seus estúdios de automação não exigem conhecimento de programação, não se engane. Se você deseja automatizar um processo que envolve regras e lógica (o que as automações mais valiosas fazem), é necessário programação sim (se você não está aprendendo programação neste exato momento, você já está em desvantagem. Comece com nosso curso gratuito Python Fundamentos. O mundo está sendo dominado por software.  Aprender programação é crítico para sua empregabilidade. Não fique parado no tempo! Capacite-se!).

O RPA Developer é responsável por projetar, desenvolver e testar os fluxos de trabalho de automação e apoiar a implementação da solução RPA. O desenvolvedor trabalha lado a lado com o RPA Business Analyst para documentar detalhes do processo e auxilia a equipe de trabalho na implementação e teste da solução, bem como durante a manutenção. O RPA Developer também pode trabalhar diretamente com o RPA Architect para implementar uma solução de âmbito corporativo.

A Formação Desenvolvedor RPA da DSA terá como foco este perfil.

Responsabilidades:

  • – O RPA Developer é responsável por entender o processo atual e automatizá-lo.
  • – Ele(a) também monitora as mudanças que acontecem após a implementação e o feedback durante a fase de desenvolvimento ou teste, garantindo que todas as especificações foram atendidas.

 

Habilidades Requeridas:

  • – Forte resolução de problemas e habilidades analíticas.
  • – Experiência com uma ou mais tecnologias RPA (por exemplo, UiPath, Automation Anywhere, Blue Prism).
  • – Bons conhecimentos em programação, bancos de dados relacionais, linguagem SQL e desenvolvimento de aplicativos.
  • – Experiência com Análise, Design e Implementação de Processos, Requisitos Comerciais e Técnicos, Solução de Problemas e Testes de Sistemas, incluindo UAT e Correções de bugs.
  • – Deve ser capaz de priorizar e gerenciar vários portfólios.
  • – Compreensão básica das metodologias de processo Lean Six Sigma.
  • –  Bons conhecimentos em Machine Learning e Inteligência Artificial.

 

Média de Salário nos EUA: de 85 a 115 mil dólares por ano.

 

3. RPA Architect (Também  chamado Automation Architect)

Essa é uma função de arquiteto, ou seja, o responsável por modelar toda a solução de automação, considerando diversos processos, ferramentas, integrações, segurança, disponibilidade e entregáveis.

Responsabilidades:

  • – O RPA Architect constrói o projeto RPA usando o conjunto de ferramentas RPA.
  • – Ele(a) é o membro da equipe de automação e pode ou não ter o conhecimento do nível do desenvolvedor, dependendo da ferramenta RPA que a organização está usando.
  • – O RPA Architect pode ter alguma experiência em programação a fim de customizar a arquitetura da solução final.

 

Habilidades Requeridas:

  • – Experiência em Business Process Outsourcing (BPO).
  • – Experiência em automação que abrange conhecimento de negócios, habilidades de gerenciamento de tempo e uma paixão pelo aprendizado.
  • – Compreender aplicações de RPA em diferentes domínios de negócios.
  • – Forte compreensão dos conceitos e mercado de RPA.
  • – Experiência em avaliação de processos para automação de processos de ponta a ponta, incluindo prova de conceito de RPA.
  • – Experiência em pelo menos uma das plataformas RPA líderes de mercado, como UiPath, Blue Prism, Automation Anywhere, PEGA e profundo conhecimento de conceitos de arquitetura e tecnologia.
  • – Experiência em documentação e análise de processos, incluindo especificação de requisitos de sistema para processos de negócios.
  • – Experiência em análise de negócios e reengenharia de processos.
  • – Forte capacidade de resolução de problemas, análise e design.
  • – Habilidades de apresentação com capacidade de comunicar a nível executivo.

Média de Salário nos EUA: de 110 a 150 mil dólares por ano.

 

4. RPA Engineer

Os Engenheiros RPA precisam estar familiarizados não apenas com o software RPA, mas também devem estar bem familiarizados com estratégias de automação, DevOps e problemas relacionados à infraestrutura que surjam com qualquer programa RPA projetado para automação.

Responsabilidades:

  • – Desenvolver e criar documentos de design de processos, documentos de design de soluções, etc. de acordo com as práticas recomendadas e os procedimentos operacionais dos padrões da empresa.
    – Analisar as etapas do processo, as interdependências e os aplicativos usados ​​para concluir as transações comerciais.
  • – Construir e desenvolver soluções de RPA que atendam à abordagem de design definida para uma variedade de unidades de negócios.
  • – Participar de equipes ágeis na análise de requisitos de automação de processos.
  • – Garantir a qualidade do código, realizando testes de ponta a ponta.
  • – Participar de projeto e desenvolvimento de prova de conceitos, colaborando com RPA Architects.
  • – Obter uma sólida compreensão do modelo operacional alvo e da atual e futura conectividade, fluxo de dados e projeto organizacional para avaliar a viabilidade de uma recomendação de forma rápida.
  • – Determinar como as soluções podem afetar positiva ou negativamente a arquitetura geral do processo de negócios e fornecer recomendações apropriadas de avaliação e valor de mudança.
  • – Executar e entregar iniciativas de forma independente, quando necessário, capacidade de se envolver e ajudar a equipe em ambos os processos de negócios e desafios técnicos (por exemplo, na análise de dados e programação).
  • – Desenvolver abordagens táticas para permitir que projetos sejam concluídos no prazo, garantindo que a causa raiz do problema esteja sendo resolvida.

 

Habilidades Requeridas:

  • – Mais de 2 anos de experiência em desenvolvimento com mais de 1 ano em automação robótica de processos. Um diploma em ciência da computação, engenharia ou área afim também pode ser requerido.
  • – Experiência em entregar iniciativas de valor agregado dentro de uma equipe de Operações ou Finanças é um diferencial.
  • – Experiência na implementação de soluções de RPA em nível corporativo em grande escala usando as principais ferramentas do mercado.
  • – Boa compreensão do processo de ciclo de vida de desenvolvimento de software.
  • – Experiência com linguagens de programação orientadas a objeto (.NET, Java, C#, JavaScript, Python, etc.)
  • – Experiência com banco de dados relacional (SQL Server, Oracle).

Média de Salário nos EUA: de 90 a 160 mil dólares por ano.

 

5. RPA  Service Support

Por último, mas definitivamente não menos importante, é a função de Suporte de Serviço RPA, atuando como a primeira linha de assistência para a solução RPA implementada. Conhecimentos não apenas de RPA, mas de uso de sistema operacionais e aplicações de software, bem como habilidade de resolver problemas, estão entre as características principais deste perfil profissional.

 

Dependendo do tipo de projeto RPA, outros perfis profissionais podem ser necessários, como Cientistas de Dados, Engenheiros de Machine Learning, Engenheiros de Dados ou mesmo Analistas de Negócios.


Junto com Blockchain e Inteligência Artificial, RPA é uma das tecnologias mais promissoras para os próximos anos. A automação já é uma realidade e de que lado você quer estar? Daqueles que terão seu trabalho automatizado ou daqueles que estarão implementando as soluções automatizadas? Pense nisso!

E se fosse possível aprender RPA em um curso 100% online e 100% em português, com alto padrão de qualidade e podendo aplicar imediatamente em sua empresa ou clientes tudo que você aprender no curso? Já é possível. Clique no link abaixo e comece agora mesmo:

Formação Desenvolvedor RPA

Equipe DSA